Dúvidas frequentes
sobre o matrimônio

 

1 - Não sou batizado(a). Posso me casar na igreja?

Sim. Se uma das partes é batizada na Igreja Católica Apostólica Romana o casamento poderá ser realizado. Porém, terá de ser pedida uma “autorização” na cúria regional à qual o casal pertence. Esse procedimento será feito na igreja responsável pelo Processo Matrimonial.

2 - A Primeira Comunhão e a Crisma são exigidas para o Matrimônio?

Não. Todavia, no caminho para o Sacramento do Matrimônio seria interessante também receber esses dois sacramentos. As paróquias em geral dispõem de catequistas para adultos.

3 - Por que preciso tirar outra certidão de batismo se tenho a original?

A certidão de batismo atualizada é o documento que prova que a pessoa nunca se casou na igreja. Após a cerimônia, enviaremos a notificação do matrimônio para a igreja onde os noivos foram batizados. Essa informação será colocada no livro de registro de batismo.

4 - A igreja em que fui batizado(a) não encontrou o meu registro. Como devo fazer?

A igreja deverá emitir a certidão negativa de batismo. O interessado deverá apresentar na igreja onde está sendo feito o processo uma testemunha (mãe, pai, padrinhos, tios, etc.) que ateste o estado livre do noivo ou da noiva e que ele/ela foi batizado(a).

5 - Já fui casado(a) na igreja. O que devo fazer para poder me casar novamente?

Somente com a nulidade matrimonial será possível casar-se novamente na igreja. Para informações sobre esse processo o interessado deve procurar o Tribunal Eclesiástico de 1.ª Instância de São Paulo – Av. Higienópolis, 901 – Bairro Higienópolis – São Paulo – SP – 01238-001 – Tel.: (11) 3826.5143.

6 - Por que devo fazer o Processo de Matrimônio na paróquia do meu bairro se frequento outra paróquia?

O Processo Matrimonial deve ser feito sempre na paróquia à qual pertence o domicílio do noivo ou da noiva. Mesmo que morem em bairros diferentes, o processo será um só – ou na igreja do noivo ou na da noiva.

7 - Posso casar somente na igreja, sem o casamento civil?

A igreja sempre exige que seja feito o casamento civil e não aceita o documento de união estável. Somente em alguns casos excepcionais o casal pode solicitar a dispensa do civil na cúria regional.